Enem 2015 - Enem 2016

07/10/2016

Enem 2015 – Enem 2016
 

Poucos dias antes do Enem 2016 aparecem, com grande destaque na mídia, os resultados gerais do exame do ano passado. Parece que o momento foi escolhido a dedo para acirrar a competição, para evidenciar quem é bom e quem não é, que escola merece a nossa matrícula e outros assuntos do gênero. Mas não foi e multiplicam-se as explicações para entendermos as listas classificatórias.

Todavia, enquanto ficamos apontando melhores e piores, deixamos de lado a grande e preocupante reflexão  a respeito do ensino no País. Não estamos bem, precisamos melhorar urgentemente e parar de figurar nos últimos lugares do mundo. Já estamos cansados. Há também a questão da escola pública que não consegue se livrar da marca da má qualidade, do descaso, do abandono e até da violência.  Também não queremos mais esse tipo de escola que exclui da vida, que prepara para o fracasso, que cria mais castas do que classes.

Todavia, o que interessa para muita gente é o prestígio ou o desprestígio de uma classificação, não a história de cada estudante, com suas lutas e conquistas, com seus limites e fracassos. Sim, porque as histórias de nossas vidas não se escrevem apenas com as imagens divertidas e alegres do facebook, mas com os riscos inerentes a toda caminhada.

E o Emilie? Em termos de classificação, estamos subindo: 89º. lugar no Município.   Em termos do desempenho individual de nossos alunos no Enem  progredimos e muito. Confiança e competência têm sido constantes que caracterizam cada vez mais aqueles que se debruçam durante dois dias de puxados exames . O Programa de Apoio ao Vestibulando (POV) tem contribuído para que os alunos possam fazer a revisão  de conteúdos do ensino médio, administrando seus horários e treinando as habilidades exigidas e as competências necessárias.

E o Emilie não faz distinção entre alunos: fazem o Enem todos aqueles que assim o desejam, ainda que sejam estimulados a se inscreverem para a prova visto que tal nota tem sido parte do vestibular de muitas instituições. Esse foi o caso de Larissa Coutinho, formanda 2015, que entrou na UNIFESP e teve 900 na prova de redação do Enem. O desempenho individual de nossos alunos tem sido cada vez mais eficiente e satisfatório e mesmo os treineiros da 2ª série estão animados com os resultados.

Temos que trabalhar muito: estimular a prática da leitura, o interesse pela realidade do País e a consciência de uma ética responsável que não crie rivais, mas cidadãos comprometidos com um futuro que precisa ser pensado com justiça.


 
Patrizia Bergamaschi, professora de Língua Portuguesa e Literatura

RELACIONADAS

No mês de setembro, foram divulgados os resultados do OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) e MOBFOG(competição da mostra ...

Confira as fotos e vídeos do IV Fórum Emilie!...

A 2ª série exerce o protagonismo juvenil ao criar empresas sustentáveis....

Mais uma Jornada de Profissões de sucesso ou MAIS UM EVENTO DE SUCESSO!...

X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok