Aprendendo por osmose

23/03/2016

Aprendendo por osmose


Aprender por osmose… é o que geralmente ouvimos nas rodas de alunos em sala de aula, corredores e pátios,expressão que ilustra o desejo de que as informações adquiridas sejam registradas na memória sem a necessidade de estudo. Sinto informar-lhes, mas… isso ainda não é possível! 

Contudo, há um experimento simples, muito comum no Ensino Fundamental que tenta provar o contrário: de que é possível sim aprender não por osmose, mas com ela. Como?

Nossos alunos da 3ª série do EM vivenciaram, na prática, a colocação de uma rosa branca em um copo com água e corante quando estavam no Ensino Fundamental… (lembram-se disso???). Agora, com conhecimentos adquiridos na Botânica, no Ensino Médio, e garantidos pela verticalidade dos conteúdos organizados pelo colégio Emilie, embasam suas suposições sobre o transporte de substâncias nos vegetais com conceitos construídos sobre vasos condutores de seiva, osmose, soluto e solvente; as folhas, ao produzirem alimento com ajuda da Fotossíntese, aumentam a pressão osmótica dentro das plantas que, na tentativa de um reequilíbrio hídrico, absorvem toda a água do meio externo.

As fotos registradas pelos alunos nos permitem observar as mudanças na cor das pétalas e a visualização dos vasos (graças ao corante presente na água). Podemos observar as quatro fotos registradas em intervalos de 50 minutos aproximadamente durante o processo de Osmose.

E assim , nossos alunos da 3ª série do EM podem afirmar que APRENDERAM COM A OSMOSE.


 
Fabio Leandro Santos, professor de Biologia

RELACIONADAS

Nenhuma notícia relacionada
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok