Dia do Trabalho

23/04/2010

No dia 1º de maio de 1886, milhares de trabalhadores reuniram-se nas ruas de Chicago - Estados Unidos para protestar contra as condições desumanas de trabalho e reivindicar a carga horária de trabalho, que chegava a 16 horas por dia, para 8 horas. Os dias que seguiram, as manifestações foram mais intensas e houve morte de manifestantes e também de agentes policiais que tentavam conter a multidão. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.
Em Paris, no dia 20 de junho, três anos mais tarde, a segunda Internacional Socialista decidiu convocar uma manifestação com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário e, em homenagem às lutas sindicais de Chicago, foi escolhido dia 1º de maio. Essa data foi marcada por mais mortes numa manifestação com confrontos entre policiais e trabalhadores no norte de França. Essa nova tragédia serviu para dar mais força a data. Meses depois, em Bruxelas, a Internacional de Bruxelas proclamou 1º de maio como dia internacional de reivindicação de condições laborais.
O senado francês, em 23 de abril de 1919, ratificou as 8 horas de trabalho/dia e proclamou primeiro de maio como feriado. Em 1920 foi a vez da Rússia. E assim, os países começaram a aderir a causa e a seguir o exemplo. No Brasil, a data foi consolidada em 1924. Na Era Vargas, as principais medidas de benefício ao trabalhador passaram a ser anunciadas nesta data.
 


RELACIONADAS

Nenhuma notícia relacionada
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok