5º ano no Museu Afro

17/08/2015

Conhecendo outra cultura, Museu Afro
 

No segundo bimestre os alunos do 5º ano fizeram um estudo no museu Afro Brasil, situado no parque do Ibirapuera, com o objetivo de concretizar a aprendizagem e mergulhar na cultura africana, permitindo um contato direto com a história dos escravos e suas importantes contribuições ao longo do tempo.

Com o acompanhamento de monitores, tiveram acesso a materiais de trabalho dos escravizados, máscaras utilizadas em rituais religiosos, estátuas de personalidades históricas, artigos manuais, quadros e muito mais.

Um dos espaços mais admirados e que despertou grande interesse foi a “sala escura”, assim denominada por eles mesmos. Trata-se de um espaço onde está exposta uma réplica de um navio negreiro. Alguns quadros espalhados pelas paredes completam o cenário triste e sombrio. O navio era tão grande que mal podia se aproximar da areia, pois caso contrário, ficaria encalhado na praia.

Ao saírem do museu conheceram um funcionário estrangeiro da República do Congo e participaram de uma dinâmica com música e ritmo, sugerida e coordenada por ele. Todos acabaram envolvidos com aquela dança tão diferente e, ao som de um batuque original, experimentaram na pele um pouquinho desta cultura africana que tanto influenciou a nossa história.

Foi uma experiência incrível e muito significativa, pois possibilitou aos alunos vivenciar e dar sentido ao conhecimento.

 
Professora Fabiana Tavares
 

Confira o depoimento de alguns alunos:

Já que o ser humano é um animal inteligente ele quer guardar partes da história da sua raça e acumular objetos históricos que ajudem a contar esta história. Tal inteligência poderia ter sido usada para evitar grandes desgraças como a escravidão, as guerras e os genocídios.
Guillermo Andrade - 5ºD
 
O museu afro é muito interessante, me ensinou várias coisas novas e importantes que ainda não sabia. Achei bem interessante a parte do Zumbi dos Palmares e suas histórias. As máscaras africanas também chamaram a minha atenção, mas o mais divertido foi a dança típica que o Daniel ensinou para a gente.
Elisa Torres – 5ºD

Eu adorei ter conhecido o museu Afro. É triste saber que a nossa história começou desta forma, mas ao mesmo tempo, o museu nos ajuda a lembrar de que isso não deve acontecer nunca mais.
Gabriela Teixeira – 5ºD

Eu adorei conhecer o museu Afro Brasil. Lá aprendi um pouco mais sobre a nossa triste história, porém, mesmo sendo triste, é importante conhecer a história do nosso país.
Giovanna Gennari -  5ºD
 
Visitar o museu Afro Brasil foi interessante e triste, pois lá conta a história da escravidão. Mostra o navio negreiro e os equipamentos que eles usavam para trabalhar. Não gostei de saber que os escravos sofreram tanto e que foram obrigados a passar horas dentro de um navio com péssimas condições, morrendo ao longo do caminho.
Maria Eduarda Silva – 5ºD
 
No museu vimos muitas coisas: o pote de fazer melaço, as algemas, a estátua de Zumbi dos Palmares, ferramentas, o navio negreiro. Eu voltaria ao museu porque fala de um assunto interessante e lá explica cada coisinha nos mínimos detalhes. Eu gostei da dança africana que fizemos no final.
Lucas Proença - 5ºC
 
Quando cheguei lá foi sensacional! Aprendemos sobre o povo africano, suas vestes, rituais de passagem, trabalhos manuais... a cultura africana que a televisão não mostra. Lá é muito legal! Vou voltar outras vezes.
Nicolle Cavalheiro - 5ºC



RELACIONADAS

Nenhuma notícia relacionada
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok